A Dançarina e o Ladrão

“A Dançarina e o Ladrão”- “El Baile de La Victoria”, Espanha 2009

Direção: Fernando Trueba

O filme começa onde termina. Grandes olhos negros que expressam ansiedade, vasculham a paisagem do vale lá embaixo.

A cordilheira, nevada e rosada ao nascer do sol, brilha atrás do belo rosto da mocinha.

Estamos no Chile, a cidade é Santiago e o ano 1990.

A ditadura Pinochet deixou marcas profundas no país e a mocinha de olhos negros e boca carnuda, a dançarina Victoria Ponce (a chilena Miranda Bodenhofer) é uma dessas vítimas. Pequena ainda, viu seus pais serem sequestrados e depois assassinados. Traumatizada, não fala mais.

Mas o país começa a se recuperar e são anistiados os prisioneiros que não cometeram crimes graves.

Nicolás Vergara Grey, o Nico, vivido por um ator que dispensa apresentações, o argentino Ricardo Darín, é um famoso ladrão arrombador de cofres, que se beneficia com essa inesperada liberdade, depois de cinco anos na prisão. Ele quer reencontrar a mulher e o filho e com eles viver uma vida nova.

Já Ángel Santiago( o argentino Abel Ayala), sai do cárcere sem que saibamos qual delito cometeu.Um obscuro laço o prende ao diretor da prisão, que enrola um cachecol em seu pescoço arredio, enquanto balbucia frases atrapalhadas:

“- Quero que saiba que naquela noite foi um ato de amor…”

Estranho homem que caça moscas para sua cobra de estimação, entronizada no meio da sala, numa caixa com paredes de tela.

Victória, Ángel e Nico vão se encontrar e viver uma história onde se misturam os ingredientes de um drama, uma farsa e uma aventura romântica.

“El Baile de La Victoria”, o titulo original, traduz melhor o espírito do filme. Todos os personagens querem melhorar de vida e viver seus sonhos.

E o clima criado pelo diretor espanhol Fernando Trueba em torno aos personagens é poético e inspirado.

Assim, vemos cenas noturnas, de uma beleza sem artifícios, que mostram uma cavalgada pelas ruas de Santiago até chegar às dunas de areia e o mar.

Como também seguimos atentos os passos da bela dançarina Victoria, a protegida de sua mestra de ballet (a nossa Marcia Haydée), executando com técnica e graça um adágio, com a coreografia inspirada no poema de Gabriela Mistral, “Soneto da Morte”, que ela oferece aos pais desaparecidos.

E nos surpreendemos com Nico, na pele de um Ricardo Darín romântico e afinado cantando, “a capella”,”El Dia que me Quieras” para sua amada, com seus olhos verdes marejados de lágrimas, numa festa que não é para ele.

“A Dançarina e o Ladrão” tem roteiro escrito a três mãos pelo diretor, seu filho Jonas Trueba e o autor da novela que inspirou o filme, o conhecido escritor chileno Antonio Skármeta. É dele outro romance, ”El Cartero de Neruda”, que virou o filme “O Carteiro e o Poeta” de 1994. Skármeta faz, com talento, uma ponta no filme, no papel de um crítico de dança.

Apesar de alguns não gostarem do que chamam de exageros de Fernando Trueba, “A Dançarina e o Ladrão” certamente agradará a quem tem um coração romântico, aberto a histórias que emocionam.

Este post tem 6 Comentários

  1. Eleonora, parabéns, aprecio muito suas dicas,não sou uma cinéfola, mas gosto muito de ir ao cinema, por falta de tempo acabo perdendo excelentes mostras e sessões especiais.
    beijo
    Silvia Neubern

    • Eleonora Rosset disse:

      Silvia querida,
      Eu tb vou menos do que gostaria…A vida da gente é corrida e o tempo escasso. Por isso vou fazendo a triagem e escrevendo só sb o que vale mesmo a pena ver.
      Bjs

  2. luciane disse:

    peguei sua dica (assim como muitas) deste filme e assisti, adoreiiiiii..primeiro porque sou fã de Ricardo Darin..acho ele ótimo e segundo porque o filme é muito gostoso de assistir, onde ternura e dificuldades caminham juntas…adorei tbem muito sua critica sobre ele..alias vc é fantastica…vou deixar minha dica pra vc, não sei se ja assistiu “The Big Year” ..o filme é uma graça…pessoas apreciadoras de passaros saem em busca do maior numero possivel de passaros raros que encontram, tornou-se uma competição..leve , divertido, elenco de primeira..paisagens maravilhosas e trilha sonora fantastica..Jack Black, Owen Wilson e Steve Martin..Angelica Huston e outros tantos mais…baseado em fatos reais pois esta competição acontece desde 1900..ao mesmo tempo mostra os 3 competidores e suas relações pessoais…delicioso de assitir e algumas cenas bem divertidas….espero que goste…bjosssss Lu, de Curitiba

    • Eleonora Rosset disse:

      Luciane querida,
      Vc deve ter visto esse filme em video, né?Não me lembro desse titulo no cinema…Boa dica! Vou procurar.
      Qto ao “A Dançarina e o Ladrão”é um filme poético e, como vc diz, com ternura ajudando a dar conta das dificuldades da vida.
      Ricardo Darín é um dos melhores atores do mundo! Todo filme com ele, vale a pena conferir pq ele escolhe mt bem seus papéis.
      Gostoso ter vc aqui! Bjs

  3. Lucilene disse:

    i agree with you. for some reason, the look of the new poetsr looks too photoshopped. maybe that’s a ridiculous way of saying it, but i like the drawings; they’re somehow more realistic.

  4. Frederic disse:

    Hi James,Since you have been unemployed you souhld check into WIA, Workforce grants. The grants are available to people depending on household income. Call your local unemployment office and ask them about WIA. If you are eligible the grant will pay for your schooling and you will not have to pay it back.Some of the WIA office are out of funding but it is worth a try since it will pay for your course.Good luck and drive safe,Tanya

Deixe seu comentário

Obter uma imagen no seu comentário!