Por trásde seus olhos

“Por trás de seus olhos”- “Behind her eyes”, Reino Unido, 2021

Direção: Eric Richter Strand

Oferecimento Arezzo

Se você gosta de uma história que surpreende, que não é igual às outras, mergulhe nessa minissérie de 6 episódios que, começando a ver, você não consegue largar.

Adaptação de um livro de Sarah Pinborogh, a história vai mexer com sua mente e você vai se perguntar às vezes sobre o que é verdade e o que não é. Uma coisa é importante. Estamos entre personagens que saem da rotina. E você já sabe que drogas alteram a distinção sobre o que é real e o que é alucinado.

Coisas estranhas e coincidências, que não são o que parecem, vão acontecer. No princípio você pode até pensar que se trata de uma história sobre um triângulo amoroso. Mas é mais que isso.

Estamos em Londres e Louise (Simone Brown) tem um filho de 7 anos. Ela ainda está se recompondo de um divórcio, há três anos atrás. Por isso sai raramente. Em uma dessas ocasiões, encontra-se num bar e é envolvida por um escocês charmoso que a faz rir e ter assunto por horas. Um beijo consentido acontece quando se despedem.

E Louise vai levar um susto quando, na manhã seguinte, vê David (Tom Bateman), o escocês do bar, sentado num dos escritórios da clínica psiquiátrica onde ela trabalha. Ele é seu novo patrão. Casado com Adele (Eve Hewson), que Louise vê no retrato da mesa de David, bela, elegante e ignorante a respeito do que acontece ou vai acontecer entre seu marido e a secretária.

Louise está preocupada, sem saber como se comportar quando, na rua, dá de encontro com Adele, a mulher do retrato. Ela convida Luise para um café, se desculpando do encontrão. Mais forte de que ela, o convite é aceito por Louise e Adele mostra-se solitária, frágil, sem amigos, nova em Londres. Quer uma amiga. Louise também carente, pensa que poderia levar essa situação avante, já que nenhum dos dois, David e Adele, imaginam que Louise estava entre eles.

E, em “flashbacks” vamos conhecendo melhor cada um dos personagens. Louise é sonâmbula e tem terríveis pesadelos recorrentes, ligados à morte de sua mãe. Adele, também tem terrores noturnos, recordações da época de sua juventude quando foi internada numa clínica psiquiátrica, depois de viver a perda dos pais numa tragédia. Lá ela conhecera David, garoto pobre que a salvara do incêndio que matou seus pais, deixando uma rica herança, mas uma filha traumatizada. Fora também na clínica que Adele encontrara Robert (Robert Aramayo), que se tornara seu melhor amigo, viciado em heroína.

E por que David não responde aos “eu te amo” quando fala ao telefone com Adele para verificar se tomara todos os seus remédios?

Em “Por trás de seus olhos” as interpretações são convincentes, os cenários bem escolhidos, a casa de David e Adele belamente fria, o apartamento de Louise arejado e simples e a clínica psiquiátrica com a floresta e o poço, alarmantemente poética.

“Por trás de seus olhos” é envolvente e surpreendente.

Ler Mais

Asas da Ambição

“Asas da Ambição”- "As the Crows Flies"-“Kus Uçusu”, Turquia, 2022

Direção: Deniz Yurulmazer

Nos estúdios de uma emissora de televisão em Istambul, vamos conhecer uma famosa jornalista, Lale Kiran (Birce Akalay) que é âncora de um programa diário de notícias e entrevistas que tem grande audiência.

Ela, além de possuir o dom de encantar por sua beleza e elegância, merece a confiança de seus fãs. É uma jornalista que tenta sempre passar a verdade dos acontecimentos em seu programa. Para que isso aconteça, ela faz uma reunião diária com sua equipe para escolher as pautas, que ela exige que sejam checadas antes de serem aceitas como as manchetes do programa.

Seu diretor é Keran Sezgin (Ibrahim Celikkol), que já tivera um namoro com Lale no passado. Parece que ele ainda alimenta esperanças de ficar com ela. Mas Lale interpreta como amizade o carinho que ele tem por ela.

Lale é casada com Selim Kiran (Burak Yamantur) e eles tem duas filhas pequenas. O problema é que Lale tem pouco tempo para passar com a família. Selim, que tem um restaurante, cuida das filhas e é um ótimo pai e marido amoroso. Mas há no fundo uma mágoa, que ele não mostra, porque preza o amor de Lale e não quer perdê-la.

No dia de uma primeira reunião dela com os novos estagiários, Lale vai ao banheiro e encontra uma garota que, ao vê-la, tem um olhar de admiração e surpresa:

“- Não acredito que estou vendo você, Lale! Sou a pessoa que mais ama você nesse mundo! Eu vim aqui só para te conhecer!”

“- Se você quer ser jornalista, procure notícias, não pessoas”, responde Lale com uma certa irritação.

Mal sabia ela que a garota que a encarava iria ser uma provocadora. Mais que isso, Asli Tuna (Miray Daner vai desempenhar o papel de falsa amiga com todos naquele estúdio e fará cair um por um, até que fica com o ambicionado lugar de assistente de Lale.

Vamos assistir a uma trama que envolve ambição, inveja destrutiva, simulação, mentiras e uma vontade de brilhar e ter fama, custe o que custar.

Meriç Acemi escreveu o roteiro e tinha nas mãos um bom material para criar suspense. Mas não seguiu esse caminho. Concentrou-se nas artimanhas de Asli para derrubar Lale e ser sua sucessora no programa “Por outro lado”.

Há um narrador em “off” que usa de metáforas para descrever os movimentos de Lale e Asli. A jornalista seria o leão, rei da selva, distraído do perigo, já que não tem predadores. Mas esquece de olhar para cima onde voam os corvos que só esperam uma situação de fragilidade para atacar. Porque os leões quando brigam entre si, ficam vulneráveis e ali será o momento em que, desatentos, perdem o trono.

A série é bem fotografada, as roupas de Lale são elegantes e clássicas, as de Asli modernosas e até de mau gosto.

O conflito de gerações mostra que há um esvaziamento no jornalismo sério em troca da fama instantânea das “fake news”.

Há um distante lembrete de que estamos na Turquia de Erdogan, o presidente que se mantém no poder desde 2014, tido como pouco amigo de jornalismo livre de censura.

“Asas da Ambição” é entretenimento bem produzido mas facilmente esquecível.

Ler Mais