Seus Olhos Dizem

“Seus Olhos Dizem”- “Kimi No Me As Toika Heteru”, Japão, 2020

Direção: Takahiro Miki

Oferecimento Arezzo

O amor é um sentimento que une pessoas de forma inesperada. É o que acontece com dois jovens em Tóquio, capital do Japão, onde por acaso se encontram numa noite.

Antonio Rui Shinozaki (Yokohama Ryusei) e Akari (Yuriko Yushitaka) vão viver um grande amor mas ainda não sabem. Ele saiu da prisão há pouco tempo e ela vem trazer o jantar que costumava fazer especialmente para o senhor que ocupava o posto de vigia no estacionamento, agora lugar de Rui.

Muito simpática e falante, Akari desembrulha os pratos que preparara com carinho para o seu amigo, sem perceber que não era ele, mas Rui que agora estava lá.

Acontece que ela é cega. Um acidente grave tirara a visão da jovem, que levava os pais num passeio noturno de carro pela cidade. Um homem em chamas cai de um prédio levando os carros que passavam a graves colisões.

Rui não sabia dessa história mas, calado, percebe a cegueira de Akari. Ele é tímido, não toma a iniciativa de conversar com a moça e, quando ela tropeça na saída, perigosamente no meio da rua, Rui corre para salvá-la.

Nunca mais se separaram. O sentimento cresce nos dois corações e é comovente ver como se aproximam cada vez mais.

Mas o passado de Rui vai voltar e ele, que se envolvera com a máfia como cobrador de dívidas, vai ser ameaçado a largar sua carreira de kickboxer, que ele retomara para poder casar com Akari e deixar que ela se entregasse completamente à cerâmica, sua paixão.

A história é envolvente e tem toques de tragédia mas o amor triunfa, unindo os dois, nascidos um para o outro.

A fotografia é linda, usando luzes e cores nas cenas que se passam tanto em Tóquio como na praia. Os dois atores são belos e delicados, apesar de Rui mostrar sua força e agressividade nas lutas, exibindo um belo corpo preparado.

Entre encontros e desencontros, culpa e arrependimento. “Seus Olhos Dizem”, um remake de um filme sul coreano, “Always”, agradará aos românticos e aos que apreciam os filmes japoneses, sempre bem cuidados e mostrando uma cultura tão especial.

Ler Mais

Um Crime de Mestre

“Um Crime de Mestre”- “Fracture”, Estados Unidos, 2007

Direção: Gregory Hoblit

Enquanto uma mão de homem acaricia um corpo de mulher, outra mão masculina coloca uma bola prateada numa engrenagem daquelas em que a ação de um objeto, no caso a bola percorrendo um trilho, faz outra entrar em ação e assim por diante, até todo o mecanismo funcionar sozinho.

Todo o filme se encaixa nessas primeiras imagens mas vamos ter que pensar um bocado para entender o que está na mente de Ted Crawford (Anthony Hopkins), engenheiro especialista em detectar microscópicas fraturas nos sistemas aeronáuticos. Ele é capaz de descobrir uma rachadura da espessura de um fio de cabelo numa casca de ovo. Aprendeu a separar ovos bons dos ruins quando era criança, trabalhando com o pai.

Crawford gosta de inventar complicações. Dessa vez vai colocar o jovem promotor Willy Beachun (Ryan Gosling) frente a frente com um enigma aparentemente sem solução.

Sim, o casal do início do filme, que ele espiona na piscina do motel, tem a ver com ele, Ted Crawfod. A mulher, que ele diz amar, não vai ser perdoada pela traição. Vai levar um tiro no rosto da arma que está nas mãos do marido.

Ele mesmo chama a polícia e vem até a casa, um policial, o que estava na piscina. É o amante da mulher dele.

“- Sua mulher está bem?” pergunta.

“- Acho que não. Atirei na cabeça dela.”

Os dois se atracam e rolam no chão. Chegam os bombeiros e mais policiais.

Uma ambulância leva a mulher de Crawford para o hospital. Detectaram pulso. Está viva. Mas em coma.

Esse é só o começo. Vamos assistir a uma disputa de gato e rato, na qual cada movimento gera o próximo, numa cadeia de ações.

Dois grandes egos se batem na arena da imaginação e conhecimento. O suspense é gerado pelos personagens nessa engrenagem complicada.

Mas nem o projeto amoroso com uma bela Rosamund Pike vai distrair o jovem promotor desse duelo de inteligências e esperteza.

“Um Crime de Mestre” tem atores talentosos num duelo de mentes. Quem gosta de suspense e filmes de tribunal vai adorar.

Um excelente entretenimento.

Ler Mais